insonia-p

“Os Florais da Deusa me ajudaram em vários momentos importantes da minha vida, tanto profissionais como pessoais. Encontrei mais equilíbrio, facilidade em tomada de decisões e pude perceber uma melhora em todo o meu emocional.”

Denize M. Peixoto
Publicitária

Floral INS | para Insônia

50ml – Floral para insônia e disfunções do sono, crônica ou eventual. Dificuldade de dormir, sono interrompido, sono leve, pesadelos, sempre com sono. Diminui o ritmo, acalma os pensamentos e facilita um sono de qualidade. Para crianças e adultos.

Indicações: , , .

R$31,40

Compra segura Entrega em todo Brasil

Camomila (Matricaria chamomilla) + Jasmim (Gardênia jasminoides) + Nogueira (Juglans regia) + Pitanga (Eugenia uniflora) / Em diferentes diluições.

Cansaço, situações emocionais tumultuadas, excesso de atividades/estresse, perdas importantes, atividade mental incessante e muitas outras razões podem estar causando a insônia. A fórmula Insônia vai ajudar a pessoa a reencontrar o ritmo de sono adequado às necessidades de seu corpo. É indicado não somente para quem tem dificuldade de pegar no sono, mas quem acorda muitas vezes durante a noite, tem sono leve e/ou perturbado por pesadelos e, não interessa quantas horas durma, está sempre com sono.

Quando a pessoa está submetida a um ritmo de vida muito cansativo e está exausta, é recomendável associar com a fórmula Refil Energético ou Tônus Emocional.

Igualmente, em casos muito severos recomendamos a associação com o borrifador Nana Nenê, de uso ambiental e pessoal.

Como usar:       

Casos crônicos – de 8 gotas/4 vezes à partir das 18 hs, sendo que a última dose deve ser imediatamente antes de ir para a cama. Se acordar durante a noite e sentir dificuldade de pegar no sono, mais 8 gotas.

Casos eventuais: 8 gotas antes de dormir.Se persistir, mais 8 gotas e assim por diante.

 

Informação adicional

Peso 0.11 kg
Quantidade

50ml

IMPORTANTE:
NÃO POSSUI PRINCÍPIO ATIVO OU PARTES DAS PLANTAS CITADAS. NÃO É MEDICAMENTO.
ESSÊNCIA VIBRACIONAL ISENTA DE REGISTRO PELO MINISTÉRIO DA SAÙDE - Gabin 479/98